Promoção!

O DESEJO DE SER INÚTIL

25.24 € 22.72 €


António Sabler
9789727088607
304
17 x 24 cms
Capa Mole
844 gr

Hugo Pratt, o homem que criou a lenda de Corto Maltese, tornou-se ele prÛprio uma lenda. Este livro, profusamente ilustrado e publicado poucos anos an-tes da sua morte, explora os mistÈrios da sua vida.

Descendente de uma mistura de franco-ingleses, ju-deu-espanhÛis e turcos, Hugo Pratt nasceu em Junho de 1927, nos arredores de Rimini, It·lia, e passou a maior parte da inf‚ncia em Veneza. Despertou para a sua vocaÁ„o na EtiÛpia, onde descobriu o amor, a-prendeu a desenhar e a detestar o colonialismo. Mer-gulhou na Veneza libertada do fascismo, embarcou para Buenos Aires, partilhou o tempo entre a B. D., as viagens e os amigos.

Perito na cabala, iniciado no vodu, conhecedor de v·rias lÌnguas e coleccionador de milhares de livros, Hugo Pratt surge-nos neste ·lbum como um perso-nagem inesperado.

Hugo Pratt morreu a 20 de Agosto de 1995, na sua casa da SuÌÁa, com vista para o lago LÈman, tendo por companhia Patrizia Zanotti e a sua biblioteca. O serviÁo religioso foi acompanhado por temas de jazz do seu amigo Dizzy Gillespie e o padre leu passagens de “O Desejo de Ser In˙til”.

´A minha vida comeÁou bem antes de vir ao mundo, e imagino que prosseguir· sem mim por muito tempoª, escreveu ele.


Hugo Pratt, o homem que criou a lenda de Corto Maltese, tornou-se ele prÛprio uma lenda. Este livro, profusamente ilustrado e publicado poucos anos an-tes da sua morte, explora os mistÈrios da sua vida.

Descendente de uma mistura de franco-ingleses, ju-deu-espanhÛis e turcos, Hugo Pratt nasceu em Junho de 1927, nos arredores de Rimini, It·lia, e passou a maior parte da inf‚ncia em Veneza. Despertou para a sua vocaÁ„o na EtiÛpia, onde descobriu o amor, a-prendeu a desenhar e a detestar o colonialismo. Mer-gulhou na Veneza libertada do fascismo, embarcou para Buenos Aires, partilhou o tempo entre a B. D., as viagens e os amigos.

Perito na cabala, iniciado no vodu, conhecedor de v·rias lÌnguas e coleccionador de milhares de livros, Hugo Pratt surge-nos neste ·lbum como um perso-nagem inesperado.

Hugo Pratt morreu a 20 de Agosto de 1995, na sua casa da SuÌÁa, com vista para o lago LÈman, tendo por companhia Patrizia Zanotti e a sua biblioteca. O serviÁo religioso foi acompanhado por temas de jazz do seu amigo Dizzy Gillespie e o padre leu passagens de “O Desejo de Ser In˙til”.

´A minha vida comeÁou bem antes de vir ao mundo, e imagino que prosseguir· sem mim por muito tempoª, escreveu ele.

REF: 1714019 Categorias: ,