Promoção!

O Xaile Andaluz

17.00  15.30 


Miguel Serras Pereira
9789897831751
09/2021
168
15,3 x 23,3 x 1,2 cms
capa mole
272 gr

O Xaile Andaluz reúne doze contos sobre o mundo da infância e da adolescência.
A história que deu título ao livro, «O Xaile Andaluz», fala de um rapaz dividido entre a adoração pelo universo adulto encarnado pela mãe e o medo da realidade. E em «O Jogo Secreto» três crianças identificam-se de noite com as personagens romanceadas que inventam.

“Elsa Morante foi minha mestra.” [Elena Ferrante]

“Este nosso mundo cai aos pedaços… Só tu, Elsa, consegues dar-lhe forma e dignidade.” [Italo Calvino]

SOBRE A AUTORA:
Elsa Morante nasceu em Agosto de 1912, num bairro popular de Roma, cidade onde irá viver quase toda a sua vida. Terminado o liceu, sai da casa da família. Forçada a abandonar a Faculdade de Letras, vive de explicações de Italiano e Latim. Nos anos 30 colabora no Il Corriere dei Piccoli. Entre 1939 e 1941 trabalha para a revista Oggi. Em 1936 conhece o escritor e crítico de cinema Alberto Moravia, com quem se casaria em 1941. No mesmo ano publica o seu primeiro livro, Il gioco segreto, uma colecção de contos, seguindo-se, em 1942, La bellissime avventure di Caterì dalla trecciolina (reescrito em 1952 com o título Le straordinarie avventure di Caterina). No fim da Segunda Guerra Mundial, Morante e Moravia, ambos de ascendência judia, retiram-se para Ciociara, perto de Roma, uma viagem que irá inspirar mais tarde A História. Durante este período, Elsa Morante começa a traduzir Katherine Mansfield e a escrever o seu primeiro romance, Menzogna e sortilegio, publicado em 1948 e acolhido com o Prémio Viareggio. Em 1957 sai A Ilha de Arturo, que ganha o Prémio Strega. Apesar de ter destruído grande parte da sua obra deste período, Elsa Morante publica uma novela, O Xaile Andaluz, e um poema, A Aventura. Em 1959, durante uma viagem aos Estados Unidos, conhece o jovem pintor nova-iorquino Bill Morrow, a quem se liga por uma intensa amizade. Separa-se de Moravia (de quem, no entanto, nunca se divorciou) em 1962, no mesmo ano em que Bill Morrow se suicida. A História, que retrata Roma durante a Segunda Guerra Mundial, é publicado em 1974, com aceitação do público e controvérsia crítica. O seu último romance, Aracoeli, foi editado em 1982 (Prémio Médicis 1984). Elsa Morante morreu a 25 de Novembro de 1985. “Quero que estejam alegres no dia da minha morte. A música de enterro: Mozart, nos três génios da Flauta Mágica, as primeiras canções de Bob Dylan, e Bach, A Paixão segundo São Mateus.”


REF: 1780257 Categoria: