Promoção!

O Pecado de Porto Negro

17.00  15.30 


9789896419592
11/2019
434
15,3 x 23,3 x 3 cms
Capa Mole
654 gr

SOBRE O AUTOR:
Norberto Morais nasceu em Calw, na Alemanha. Aos seis anos veio para Portugal, vivendo em Marinhais até se mudar para Lisboa, ao ingressar na faculdade. Enquanto estudava, manteve uma banda musical na qual era vocalista, letrista, músico e compositor. Licenciou-se no Instituto Português de Psicologia Aplicada (ISPA). Trabalhou como psicólogo voluntário na Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), frequentando, em simultâneo, a escola de jazz Hot Clube de Portugal, em Lisboa.Terminados os estudos, e quando se preparava para ser músico e psicólogo, a vida trocou-lhe as voltas. Uma noite, quando trabalhava no seu primeiro romance, compreendeu que aquela haveria de ser para sempre a sua vida. Publicou o seu primeiro romance, Vícios de Amor, em 2008 e, em 2014, O Pecado de Porto Negro, obra finalista do Prémio LeYa 2013 e semifinalista do Prémio Oceanos 2016. Pelo meio conta com vários trabalhos de poesia e crónicas que ainda não quis editar. Vive em Lisboa e escreve a tempo inteiro.

SOBRE O LIVRO:
Porto Negro, conhecida entre os marinheiros do mundo como a Cidade do Amor Vadio, é um lugar remoto, plantado no coração dos trópicos, onde, durante o dia, dizem, cheira ao suor da vida dos homens e, à noite, ao perfume das mulheres da vida. Em Porto Negro vive Santiago Cardamomo, um jovem estivador que divide o tempo livre que tem entre os bares do porto e a cama das mulheres que nunca lhe faltam. Em Porto Negro vive Ducélia Trajero, a filha donzela do açougueiro da terra, em quem o pai deposita todas as esperanças e que sonha com Santiago desde o primeiro dia em que o viu. Em Porto Negro vive também Rolindo Face, o mesquinho empregado do açougue, que jurou a si mesmo que a filha do patrão haveria de ser sua, custasse o que custasse. Amor, ódio, ciúme e vingança misturam-se numa trama que percorre mais de meio século e envolve personagens tão diversas quanto uma antiga escrava que aguarda num palacete em ruínas o regresso do seu amo; um foragido da justiça que vive uma relação clandestina para esquecer o passado; e um mulato adamado que trabalha na mais afamada casa de passe do Bairro Negro e que, nas desertas horas da madrugada, se perde pelo porto à procura de afecto. O Pecado de Porto Negro, obra finalista do Prémio LeYa e semifinalista do Prémio Oceanos, é um mosaico de histórias que se vão encadeando para construir um romance sobre o carácter circular do tempo e aquilo que em nós há de mais primitivo, profundo e humano.


REF: 1780066 Categoria: