Promoção!

O Bom Soldado

18.00  16.20 


Telma Costa
9789897830600
10/2020
240
15,3 x 23,3 x 1,8 cms
Capa Mole
356 gr

Através do olhar inicialmente ingénuo do narrador, O Bom Soldado conta-nos a vida de dois casais em vésperas da I Guerra Mundial. Um deles é inglês, outro norte-americano, ambos parecem perfeitos.
Mas os leitores depressa se apercebem de que, por detrás de uma fachada de respeitabilidade social, se ocultam dramas amorosos e financeiros, próprios da alta sociedade internacional da época.
Publicado em 1915, O Bom Soldado é o mais famoso romance do escritor e editor Ford Madox Ford, ocupando um destacado lugar nas letras anglo-saxónicas do século xx.
A obra distingue-se pelo uso inovador da narrativa na primeira pessoa num contexto realista, pelo recurso não-cronológico aos flashbacks e pela implacável crítica social.

SOBRE O AUTOR:
Ford Madox Ford nasceu a 17 de Dezembro de 1873, em Merton, no Reino Unido. O seu verdadeiro nome era Joseph Leopold Ford Hermann Madox Hueffer. O seu avô era o pintor pré-rafaelita Ford Madox Brown, em homenagem ao qual adoptaria o nome literário.
O autor de O Bom Soldado cresceu num meio cultural e artístico e, aos 18 anos, escreveu o seu primeiro livro, The Shifting of the Fire, tendo colaborado depois com Joseph Conrad na escrita de três romances (Os Herdeiros, 1901, Romance, 1903, e A Natureza de Um Crime, 1909).
A sua obra mais conhecida haveria de ser O Bom Soldado, em que se narra a tragédia cruzada de dois «casais perfeitos», com recurso a várias técnicas literárias inovadoras.
Em 1908, fundou The English Review, onde publicou textos de alguns autores britânicos conhecidos, mas também de desconhecidos como o eram então D. H. Lawrence e Ezra Pound.
Entre 1924 e 1928, escreveu a tetralogia Parade’s End, sobre a vida inglesa antes e depois da guerra, utilizando as suas experiências na frente como oficial no Corpo de Fuzileiros Reais Galeses.
Na década de 1920, Ford Madox Ford lançou uma nova publicação, The Transatlantic Review, tendo vivido durante uma época no bairro parisiense de Montparnasse, onde estabeleceria relações de amizade com escritores que viria a publicar, como James Joyce, Hemingway, Gertrude Stein e Jean Rhys (com quem viveu).
Numa estada posterior nos EUA, relacionou-se com Katherine Anne Porter e Robert Lowell.
Ford Madox Ford morreu em Deauville, em França, a 26 de Junho de 1939.


REF: 1780160 Categoria: