Promoção!

O BOM APRENDIZ

20.89 


Paulo Faria
9789727088478
2005
572
15,3 x 23,3 cms
Capa Mole
840 gr

Divertida, absorvente e extremamente tocante, esta obra de Iris Murdoch é também uma investigação sobre as várias crises espirituais do mundo moderno. Sobre este romance John Updike escreveu na New Yorker. “É um dos seus maiores e melhores livros… Um livro que parece tão amplo como a vida, tão amplo e variado que não há duas pessoas que nele possam ler a mesma história.”
Iris Murdoch nasceu em Dublin, em 1919, de pais anglo-irlandeses. Frequentou a Badminton School, em Bristol, e estudou Literatura Clássica na Universidade de Oxford. Fez uma pós-graduação em Filosofia em Cambridge sob a orientação de Wittgenstein e, a partir de 1948, ensinou esta disciplina em Oxford, cidade onde viveu a maior parte da sua vida. Escreveu ensaios filosóficos, peças teatrais, poesia e vinte e seis romances, onde é clara a influência de questões da filosofia moral.
Morreu a 8 de Fevereiro de 1999 e é hoje considerada a mais original escritora britânica da sua geração. De Iris Murdoch, a Relógio D’Água publicou A Máquina do Amor Sagrado e Profano, que foi premiado com o Whitbread em 1974, e 0 Mar, 0 Mar, que venceu o Booker Prize em 1978.


Divertida, absorvente e extremamente tocante, esta obra de Iris Murdoch é também uma investigação sobre as várias crises espirituais do mundo moderno. Sobre este romance John Updike escreveu na New Yorker. “É um dos seus maiores e melhores livros… Um livro que parece tão amplo como a vida, tão amplo e variado que não há duas pessoas que nele possam ler a mesma história.”
Iris Murdoch nasceu em Dublin, em 1919, de pais anglo-irlandeses. Frequentou a Badminton School, em Bristol, e estudou Literatura Clássica na Universidade de Oxford. Fez uma pós-graduação em Filosofia em Cambridge sob a orientação de Wittgenstein e, a partir de 1948, ensinou esta disciplina em Oxford, cidade onde viveu a maior parte da sua vida. Escreveu ensaios filosóficos, peças teatrais, poesia e vinte e seis romances, onde é clara a influência de questões da filosofia moral.
Morreu a 8 de Fevereiro de 1999 e é hoje considerada a mais original escritora britânica da sua geração. De Iris Murdoch, a Relógio D’Água publicou A Máquina do Amor Sagrado e Profano, que foi premiado com o Whitbread em 1974, e 0 Mar, 0 Mar, que venceu o Booker Prize em 1978.

REF: 1702124 Categoria: