Promoção!

ESTADO DE NEGAÇÃO – BUSH, DA ELEIÇÃO ÀS DERROTAS NO IRAQUE

25.24  22.72 


Paulo Bento
9789727089567
2007
500
15,3 x 23,3 cms
Capa Mole
766 gr

«Os insurgentes e os terroristas mantêm os recursos e as capacidades para assegurar, e mesmo incrementar, o seu actual nível de violência até ao próximo ano.» Foi este o relatório secreto que o Pentágono enviou à Casa Branca em Maio de 2006. A previsão, entretanto confirmada, de um ano de 2007 ainda mais violento no Iraque contradizia as contínuas afirmações optimistas do Presidente Bush.
Estado de Negação analisa o modo como a administração Bush evitou contar a verdade sobre o Iraque ao público, ao Congresso e, muitas vezes, a si própria.
Woodward revela, em particular, como o Chefe do Estado-Maior da Casa Branca, Andrew Card, com o apoio indirecto de outros altos oficiais, tentou durante 18 meses que o Secretário de Defesa Donald Rumsfeld fosse substituído (apesar do contínuo apoio do Presidente, os maus resultados eleitorais dos Republicanos nas eleições ao Congresso haveriam de forçar a demissão de Rumsfeld, a 7 de Novembro de 2006).
Estado de Negação encerra a trilogia dedicada à presidência Bush — Bush em Guerra (2002) e Plano de Ataque (2004). Inclui uma narrativa detalhada, desde os primeiros dias em que George W. Bush pensou seriamente em concorrer para a presidência até à luta pela sobrevivência política no segundo mandato, passando pela escolha da sua equipa de Segurança Nacional, pela Guerra no Afeganistão e pela invasão e ocupação do Iraque.


«Os insurgentes e os terroristas mantêm os recursos e as capacidades para assegurar, e mesmo incrementar, o seu actual nível de violência até ao próximo ano.» Foi este o relatório secreto que o Pentágono enviou à Casa Branca em Maio de 2006. A previsão, entretanto confirmada, de um ano de 2007 ainda mais violento no Iraque contradizia as contínuas afirmações optimistas do Presidente Bush.
Estado de Negação analisa o modo como a administração Bush evitou contar a verdade sobre o Iraque ao público, ao Congresso e, muitas vezes, a si própria.
Woodward revela, em particular, como o Chefe do Estado-Maior da Casa Branca, Andrew Card, com o apoio indirecto de outros altos oficiais, tentou durante 18 meses que o Secretário de Defesa Donald Rumsfeld fosse substituído (apesar do contínuo apoio do Presidente, os maus resultados eleitorais dos Republicanos nas eleições ao Congresso haveriam de forçar a demissão de Rumsfeld, a 7 de Novembro de 2006).
Estado de Negação encerra a trilogia dedicada à presidência Bush — Bush em Guerra (2002) e Plano de Ataque (2004). Inclui uma narrativa detalhada, desde os primeiros dias em que George W. Bush pensou seriamente em concorrer para a presidência até à luta pela sobrevivência política no segundo mandato, passando pela escolha da sua equipa de Segurança Nacional, pela Guerra no Afeganistão e pela invasão e ocupação do Iraque.

REF: 1721031 Categorias: ,