Promoção!

A Floresta Sombria (pré-publicação)

22.05 


Eugénio Graf
9789897833083
12/22
544
15,3 x 23,3 x 3,15 cms
capa mole
1000 gr

LIVRO EM PRÉ-PUBLICAÇÃO. ENVIOS DIA 6 DE DEZEMBRO.

Em A Floresta Sombria, os ocupantes da Terra tremem perante a revelação de uma invasão alienígena que se dará no prazo de apenas quatro séculos. Os colaboradores que uniam as raças foram derrotados, e a presença de cognis — partículas subatómicas que permitem a Trisolaris acesso imediato a toda a informação humana — significa que os planos de defesa da Terra foram transmitidos ao inimigo. Apenas a mente humana permanece um segredo. Esta é a motivação para o Projecto Clausura, um ambicioso plano que concede a quatro homens recursos avultados para que desenvolvam estratégias secretas. Três destes homens são influentes estadistas e cientistas, mas o quarto é um completo estranho. Luo Ji, astrónomo e sociólogo chinês, fica perplexo com a sua nova posição. Apenas sabe que é o único dos quatro homens que Trisolaris quer ver morto.

“Um livro altamente inovador… uma mistura única de especulação científica e filosófica.” [George R. R. Martin, sobre o primeiro volume da trilogia, O Problema dos Três Corpos]

“A Guerra dos Mundos do século XXI.” [Wall Street Journal, sobre o primeiro volume da trilogia, O Problema dos Três Corpos]

“Extraordinário.” [The New Yorker, sobre o primeiro volume da trilogia, O Problema dos Três Corpos]

Por iniciativa dos produtores de A Guerra dos Tronos, David Benioff e D. B. Weiss, a trilogia do autor será brevemente adaptada a série pela Netflix.

SOBRE O AUTOR:
Liu Cixin nasceu a 23 de Junho de 1963, afirmando-se como um dos mais conceituados escritores da China contemporânea. Venceu nove vezes o Galaxy Prize (o prémio mais prestigiado atribuído a autores de ficção científica na China). Recebeu também o Prémio Hugo em 2015 com o livro O Problema dos Três Corpos, e o Prémio Locus em 2017 com o livro Death’s End, que lhe valeu também uma nomeação para o Prémio Nebula do mesmo ano. O seu nome aparece frequentemente referenciado na tradução das suas obras como Cixin Liu.