Promoção!

VALE A PENA MANDAR OS FILHOS À ESCOLA

14.13 € 12.72 €


9789896410483
150
15,3 x 23,3 cms
Capa Mole
276 gr

«Em tempos recentes, o Ministério da Educação tem vindo a preocupar-se, de forma patológica, com a posição do país nas tabelas internacionais. Claro que é triste aparecer na cauda da Europa, mas o facto não se resolve, ou não se deveria resolver, através da manipulação de estatísticas, muito menos através de exames elaborados de forma cada vez mais simplória. Por altura da realização dos exames de 2008, a directora regional de educação do Norte, Margarida Moreira, quando interrogada sobre a selecção dos docentes que iriam corrigir as provas, declarou o seguinte: “Os alunos têm direito a ter sucesso!” Não, não têm. Os alunos têm alguns direitos, como sejam o de terem professores que não faltem, aulas bem preparadas e acompanhamento nos trabalhos de casa, mas não têm direito ao sucesso independentemente do que aprenderam. Se todos os alunos tivessem boas notas, os melhores deixariam de ter um incentivo para se esforçar. Ora, nada há de mais nocivo a uma organização do que a existência de um ethos uniformizador.» [Da Introdução]


«Em tempos recentes, o Ministério da Educação tem vindo a preocupar-se, de forma patológica, com a posição do país nas tabelas internacionais. Claro que é triste aparecer na cauda da Europa, mas o facto não se resolve, ou não se deveria resolver, através da manipulação de estatísticas, muito menos através de exames elaborados de forma cada vez mais simplória. Por altura da realização dos exames de 2008, a directora regional de educação do Norte, Margarida Moreira, quando interrogada sobre a selecção dos docentes que iriam corrigir as provas, declarou o seguinte: “Os alunos têm direito a ter sucesso!” Não, não têm. Os alunos têm alguns direitos, como sejam o de terem professores que não faltem, aulas bem preparadas e acompanhamento nos trabalhos de casa, mas não têm direito ao sucesso independentemente do que aprenderam. Se todos os alunos tivessem boas notas, os melhores deixariam de ter um incentivo para se esforçar. Ora, nada há de mais nocivo a uma organização do que a existência de um ethos uniformizador.» [Da Introdução]

REF: 1714027 Categorias: ,